RESSECAMENTO VAGINAL

E MENOPAUSA

A menopausa é uma transição natural que ocorre quando as mulheres deixam seus anos férteis e param de menstruar por doze meses, frequentemente após os 45 anos. No primeiro ano da menopausa mais de 20% das mulheres sofrem com o ressecamento vaginal, após o terceiro ano o percentual ultrapassa 45%1, o que interfere diretamente na saúde sexual e qualidade de vida dessas mulheres.

Conheça o Papo Aberto Faça o teste online

POR QUE
OCORRE O
RESSECAMENTO
VAGINAL?

Na menopausa os níveis do hormônio feminino começam a cair causando ondas de calor, suores noturnos, distúbios do sono, alterações de humor e sensação de vagina seca. Com o tempo a maioria dos sintomas como ondas de calor e suores noturnos vai embora, mas devido ao baixo nível de hormônio o ressecamento vaginal continua e tende a piorar com o tempo1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

QUAIS SÃO OS
SINTOMAS DO
RESSECAMENTO
VAGINAL?

Falta de lubrificação, sensação de irritação ou queimação, coceira, diminuição da elasticidade da vagina e dor durante a relação sexual1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

QUAIS SÃO
OS EFEITOS DO
RESSECAMENTO VAGINAL
NA VIDA COTIDIANA?

Uma das consequências é o desconforto que a vagina seca pode gerar, com diminuição da qualidade de vida. Além disso, pode prejudicar a vida sexual, pois além da dor durante a relação, a falta de lubrificação pode favorecer até mesmo a ocorrência de sangramento. O ressecamento vaginal também propcia a ocorrência de algumas infecções vaginais e até mesmo infecções urinárias (cistites)2, 3.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

COMO
VAGIDRAT®
PODE ME
AJUDAR?

Vagidrat® é um hidratante vaginal de longa duração e livre de hormônios. Diferente de um lubrificante comum que só age durante poucos minutos, Vagidrat® hidrata por até 72 horas e restaura o Ph vaginal. Com a hidratação prolongada de Vagidrat® você alivia os sintomas do ressecamento e recupera o conforto e espontaneidade durante os momentos íntimos1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

QUANDO
DEVO PROCURAR
UM MÉDICO?

Vagidrat® é o hidratante vaginal mais recomendado pelos ginecologistas. Consulte seu médico sempre que precisar e pergunte sobre os benefícios de Vagidrat®1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1)22-8).

Na menopausa os níveis do hormônio feminino começam a cair causando ondas de calor, suores noturnos, distúbios do sono, alterações de humor e sensação de vagina seca. Com o tempo a maioria dos sintomas como ondas de calor e suores noturnos vai embora, mas devido ao baixo nível de hormônio o ressecamento vaginal continua e tende a piorar com o tempo1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

Falta de lubrificação, sensação de irritação ou queimação, coceira, diminuição da elasticidade da vagina e dor durante a relação sexual1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

Uma das consequências é o desconforto que a vagina seca pode gerar, com diminuição da qualidade de vida. Além disso, pode prejudicar a vida sexual, pois além da dor durante a relação, a falta de lubrificação pode favorecer até mesmo a ocorrência de sangramento. O ressecamento vaginal também propcia a ocorrência de algumas infecções vaginais e até mesmo infecções urinárias (cistites)2, 3.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

Vagidrat® é um hidratante vaginal de longa duração e livre de hormônios. Diferente de um lubrificante comum que só age durante poucos minutos, Vagidrat® hidrata por até 72 horas e restaura o Ph vaginal. Com a hidratação prolongada de Vagidrat® você alivia os sintomas do ressecamento e recupera o conforto e espontaneidade durante os momentos íntimos1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1) 22-8). 2 - Dreedman MA. Vaginal pH, estrogen and genital atrophy. Menopausa Manag. 2008; 17(4):9-13). 3 - Palaxios S. Managing urogenital atrophy. Maturitas. 2009; 63: 315-8.

Vagidrat® é o hidratante vaginal mais recomendado pelos ginecologistas. Consulte seu médico sempre que precisar e pergunte sobre os benefícios de Vagidrat®1.

1. Reiner A, Johnson. Atrophic Vaginitis: Signs, Symptoms and Better Outcomes Nurse PR Act. 2011 Jan; 36(1)22-8).

Top